Roteiro 3 dias

Roteiro 3 dias

Para começar tenho que dizer a parte triste da história. Londres é uma cidade que oferece tanta história e atrações, que em 3 dias você vai conhecer o “basicão” e sairá com um gostinho de quero mais, mas com certeza 3 dias já vão valer a pena!

DICAS INICIAIS

Pra você que tem somente 3 dias em Londres, vou primeiramente deixar aqui dicas importantíssimas que vão facilitar sua viagem:

1) Pular da cama bem cedo para conhecer o máximo de atrações possíveis, pelo menos as principais.

2) Não comece seu trajeto sem tomar café da manhã, pois os primeiros pontos turísticos estão localizados em locais sem opções de restaurantes e cafés.

3) Preparem-se para andar bastante

4) O metrô (Tube) te levará para todos os lugares. Quando vocês pegarem o metrô pela primeira vez, para economizar dinheiro, comprem o Daily Ticket (bilhete para um dia), esse bilhete permite o uso ilimitado de metrô e ônibus por Londres.

5) Peguem o mapa do metro (para imprimir o mapa em casa, clique aqui). É fácil de usar, as linhas tem cores e nomes. Fiquem atentos a parte central do mapa, onde estão as estações dos principais pontos turisticos.

6) Para facilitar sua viagem, se houver interesse, ofereço tour guiado. Para entrar em contato mande um email para londrescommarilia@gmail.com ou clique aqui.

ROTEIRO – PRIMEIRO DIA

Como um bom turista, comece o seu tour pelo clássico, descendo na estação Green Park do metrô (Jubilee line- linha cinza). Na estação, procure a saída para o Buckingham Palace. Saindo do metrô, atravesse o Green park e você estará em frente aos magníficos portões do palácio onde mora a rainha.

☆ Buckingham Palace

Descrição: Residência da família real desde 1837 quando a Rainha Victoria assumiu o trono. Uma obra gigantesca, composta por 775 cômodos. Estes incluem 19 salas para receber visitantes, 52 quartos de hóspedes, 188 quartos de funcionários, 92 escritórios e 78 banheiros. A construção tem 108 metros de comprimento na parte da frente, 120 metros de profundidade e 24 metros de altura. O Palácio é um edifício de trabalho e é a peça central da monarquia constitucional britânica. Ele abriga todos os escritórios dos funcionários que ajudam nas atividades e deveres da Rainha, do duque de Edimburgo (príncipe Philip) e sua família no dia-a-dia.

Buckingham Palace

Buckingham Palace

O cenário ao redor do palácio é muito bonito, cercado por guardas, muitas flores, além do Victoria Memorial em frente ao palácio, no meio da rotatória.Continuando seu trajeto, siga pela rua em frente ao palácio que se chama The Mall. Se você tiver sorte, ainda pode encontrar carruagens e cavalos com os guardas do palácio nesse trajeto. Uma cena nada comum para nós brasileiros, que nos remete imediatamente aos anos 20. Conforme você vai andando em direção ao lindo portal no final da rua, o cenário vai ficando ainda mais bonito. Em época de datas comemorativas, essa rua em frente ao palácio fica repleta de bandeiras da Inglaterra, deixando o lugar ainda mais imponente. Chegando ao magnífico portal chamado Admiralty arch, você estará praticamente nos nossos próximos destinos: Trafalgar square e a The National Gallery (Galeria nacional de arte).

☆ Trafalgar Square

Descrição: Praça no centro de Londres, conhecida como o coraçao da cidade, que celebra a vitória da marinha britânica na Batalha de Trafalgar (1805) nas Guerras Napoleónicas. Em destaque na Trafalgar Square, está o monumento dedicado ao Almirante Nelson, que liderou a Marinha Real na costa de Cadis, Espanha. Além de Nelson você encontrará quatro grandes leões que parecem estar protegendo Nelson. Nela você também encontrará possivelmente a menor estação de polícia do mundo (já desativada). A trafalgar square exerce um papel importante pois nela acontecem importantes comemorações da Inglaterra. Também é local para protestos e manifestações. Em dezembro é montada famosa árvore de Natal na praça.

☆ National Gallery – Galeria nacional de arte

Descrição: Localizada na Trafalgar square e fundada em 1824, sua beleza externa já encanta os turistas. Ela abriga mais de 2300 obras de artes européias desde o século XIII até o século XX. A coleção da galeria é considerada uma das mais finas do mundo com obras de Claude-Oscar Monet, Vincent Van Gogh, Leonardo da Vinci e muito mais! É uma das atrações mais visitadas em Londres e o quinto museu mais visitado do mundo. Como todos o museus Londrinos, sua entrada é gratuita. Eu aconselho fazer uma visita de uns 40 minutos na Galeria. Vou especificar aqui as obras mais importantes e o número da sala do museu em que elas se encontram.

1) The Ambassadors (1533), Hans Holbein the Younger,  Room 4 (sala 4).

2) The Entombment (1500-1), Michelangelo , sala 8.

3) The Madonna of the Pinks (1506-7), Raphael, sala 8.

4) Self Portrait at the Age of (34 1640), Rembrandt, sala 24.

5) Samson and Delilah (1609-10), Peter Paul Rubens, sala 29.

6) The Toilet of Venus ( 1647-51), Diego Velázquez, sala 30.

7) The Supper at Emmaus (1601), Michelangelo Merisi da Caravaggio, sala 32.

8) The Fighting Temeraire (1839), Joseph Mallord William Turner, sala 34.

9) The Stonemason’s Yard (1725), CanalettoThe Stonemason’s Yard, sala 38.

10) Bathers at La Grenouillère (1869), Claude-Oscar Monet, sala 43.

11) Bathers (Les Grandes Baigneuses)  (1894-1905), Paul Cézanne, sala 45.

12) The Arnolfini Portrait (1434), Jan van Eyck, sala 56.

13) The Virgin of the Rocks ( 1491 / 1508), Leonardo da Vinci, sala 57.

14) Venus and Mars (1485), Sandro Botticelli, sala 58.

National Gallery

National Gallery

Continuando nosso roteiro, saindo da Galeria de arte, atravesse a praça novamente e siga em direção a rua Whitehall, paralela a rua do palácio. Dessa rua já avistará o tão famoso Big Ben. Caminhando pela rua Whitehall você pode observar alguns pequenos memoriais em homenagem aos soldados mortos nas guerras. Chegando ao final da Whitehall você estará numa região com 4 atrações turísticas: Abadia de Westminster, Parlamento, Big Ben e London eye.

☆ Westminster Abbey – Abadia de Westminster

Descrição: Igreja mais importante no Reino Unido, pois é nela que ocorre a coroação da Monarquia. Também estão sepultados na igreja William Shakespeare, Sir Isaac Newton e Charles Darwin. Na entrada principal da Igreja voce ainda encontra a cadeira usada para a coroação dos reis e rainhas desde 1296. A igreja é uma construção gótica e foi fundada em 1065. Para visitar a abadia custa 18 libras (adulto), e o horário de visita funciona entre 9:30 – 15:30 (clique aqui para mais informações).

Westminster Abbey

Westminster Abbey

Após visitar a abadia, volte para o cruzamento do fim da Whitehall e o Parlamento. Chegando ao parlamento você já avistará o big ben. Continue andando em direção a ponte (Westminster bridge).

☆ Palace of Westminster – Palácio de Westminster

Descrição: Com certeza a construção mais imponente e bonita de Londres. Em uma de suas torres está o famoso sino Big Ben. Westminster é o atual prédio do parlamento do Reino Unido (Houses of Parliament) onde são aprovadas as leis. O palácio fica situado na margem do Rio Tâmisa e a cena é realmente de cinema. São mais de 1000 salas, 100 escadarias, e 5 km de corredores internamente e externamente uma arquitetura de faltar o fôlego!

☆ Big ben

Descrição: Big Ben é o grande sino (sim, o Big Ben na verdade é um sino e não o relógio como todos pensam) que pesa 13.5 toneladas, com uma altura de 2,39 metros, que foi instalado no ano de 1858 dentro da torre. Na época, o ministro de obras públicas de Londres era um senhor alto e forte, com o apelido de Big Ben. Essa é a explicação do porque o sino que é um dos maiores símbolos do Reino Unido leva essa nome! Mais uma curiosidade é que a torre se chama Elizabeth e existe tour pros turistas que querem conhecer a torre por dentro e o sino. O lugar é um cartão postal de Londres, e todo turista tem obrigação de tirar uma foto nesse lugar mágico a beira do Rio Tâmisa.

Big Ben e Parlamento de Westminster

Big Ben e Parlamento de Westminster

Passando o big ben, você estará em cima da ponte Westminster. Atravesse a ponte pelo lado do parlamento, pois as fotos ficarão mais bonitas. A vista da ponte é a mais bonita e com certeza o melhor lugar para tirar fotos. Quanto mais você se distanciar do parlamento, mais bonita ficará sua foto. Quando chegar ao final dela, atravesse para o outro lado por debaixo da ponte e siga em direção a roda gigante mais famosa do mundo, a London eye.

☆ London Eye

Descrição: Roda gigante situada nas margens do Rio Tâmisa. Mais de 3 milhões de turistas dão a volta nela por ano. A volta tem duração de 30 minutos e oferece uma vista panorâmica de Londres muito bonita. Para comprar os tickets você pode enfrentar a fila na hora na bilheteria quase em frente a London eye, ou entre no site. O banheiro público quase em frente à London Eye vale uma visita. Ele é todo decorado com adereços da Inglaterra. Um charme!

Programe-se para terminar essa parte por volta das 1 ou 2 da tarde no máximo. Infelizmente, você não terá tempo para entrar em todas as atrações, escolha as de sua preferência. Meu conselho é visitar a Galeria de arte ou a Abadia de Westminster. Ja vimos bastante sobre história hoje, então vamos para um lugar especial e comercial. Nossa próxima parada será a Harrods, veja abaixo como chegar lá:

Siga para a estação do metrô de Waterloo, um trajeto de 10 minutos andando da London Eye. Em Waterloo, pegue a Jubilee line (linha cinza) em direção a estação de Green park. Troque para a linha Piccadilly (linha azul royal) em direção a estação de Knightsbridge. Ao sair do metrô, siga pela rua Brompton Road para chegar na Harrods. Você vai enxergar a Harrods de longe, uma construção muito imponente e bonita. Para tirar fotos da sua arquitetura externa, a melhor maneira é atravessar a rua, só assim conseguirá colocar todo o prédio na sua foto.

☆ Harrods

Descrição: A loja de departamento inglesa mais famosa e tradicional, é um lugar muito luxuoso localizado bem no centro da cidade. Sua história começou em 1824 quando Charles Henry Harrod abriu sua primeira loja de tecelagem e desde então, nunca parou de crescer. As milhares de marcas e produtos, e a imponência da sua arquitetura continua surpreendendo e intrigando pessoas do mundo inteiro. É um passeio obrigatório pra quem visita Londres. A loja tem aproximadamente 20 mil metros quadrados de espaço para vendas e mais de 330 departamentos, tornando-a a maior loja de departamentos da Europa. Você não precisa comprar nada, mas só a arquitetura do lugar já deixa você de queixo caído. Não deixe de visitar as 3 áreas de alimentação onde são vendidas as melhores comidas dos 4 cantos do mundo, simplesmente deslumbrante. Sem falar na sua decoração que é um sonho! Visite também a sessão onde são vendidos os produtos da Harrods. Você encontrará de tudo e poderá ser uma ótima opção para presentes. Não deixe de pegar o elevador que é muito chique, antigo e diferente.

Harrods

Harrods

Vale lembrar que a Harrods fecha as 20h. Assim encerra nosso primeiro dia em Londres!

ROTEIRO – SEGUNDO DIA

Hoje é dia de acordar bem cedo! Preparem-se para as 8:30 da manhã ja estar dentro do metrô iniciando seu tour.

Nossa primeira parada é na estação de London Bridge (Northern -linha preta ou Jubilee- linha cinza). Quando sair da estação siga em direção a ponte chamada London Bridge e antes de começar a andar na ponte, a sua direita você vai ver uma escadaria que te levará por um caminho ao longo do Rio Tâmisa até chegar na Tower Bridge. Logo que você descer a escadaria já avistará a Tower Bridge no seu horizonte. Durante esse trajeto, passará por um Pub inglês muito bonito chamado The Horniman at Hay’s. Uma ótima opção para comer o famoso Fish&Chips, tomar uma cervejinha e apreciar o estilo da decoração.

Ao chegar na Tower bridge, suba as escadas e ande por cima da ponte.

☆ Tower Bridge

Descrição: Essa ponte demorou 8 anos para ser construída e foi inaugurada em 1894. Sua história é muito interessante, pois no século XVIII por conta do desenvolvimento comercial em Londres, tiveram que fazer uma ponte para as pessoas atravessarem o Rio Tâmisa, mas ao mesmo tempo, eles não poderiam impedir a passagem de navios no rio. A solução, foi fazer uma ponte que se elevasse (abrisse no meio), para os navios passarem. Um espetáculo! Ela abre em média 1000 vezes por ano e aproximadamente 40 mil pessoas cruzam ela por dia.

Tower Bridge

Tower Bridge

Siga para o outro lado da ponte onde está o castelo Tower of London (torre de Londres). Em cima da ponte é um ótimo lugar para tirar fotos do castelo. Atravessando a ponte, descemos as escadas que dão acesso ao calçadão em frente ao castelo. Aproveite para tirar mais fotos e faça a volta toda no castelo. Como você tem somente 3 dias em Londres, fica a seu critério visitar ele por dentro. A visitação dura mais ou menos 2 horas e você pode comprar os tickets na bilheteria, onde normalmente a fila é bem grande. A visitação custa 22 libras (adulto). Para mais informações, clique aqui no site do castelo.

☆ Tower of London – Torre de Londres

Descrição: O castelo que abriga o maior número de histórias do Reino Unido, foi construído em 1078 inicialmente para ser uma fortificação da cidade e a residência da Monarquia. Ao longo do tempo, foi exercendo outros papéis, sendo o mais marcante deles quando o castelo se tornou uma prisão onde muitas pessoas foram executadas e torturadas. Um importante fato é que durante a segunda guerra mundial eles mantinham no castelo apenas os prisioneiros mais importantes e famosos, sendo um deles o vice de Adolf Hittler. Hoje, o castelo abriga a coleção das coroas e jóias da família real, inclusive a da atual Rainha Elizabeth II. Um patrimônio mundial da Unesco e uma das atrações mais visitadas de Londres.

Quando passar pela frente do castelo e andar pela lateral dele, você chegará na rua Lower Thames Street. Vou dar uma sugestão bacana agora. Como nossa próxima parada é pertinho, e o caminho até lá é muito bonito, seria interessante pegar um taxi, aquele estilo ingles, preto e antigo, para vivenciar essa experiência. O taxi não tem porta malas, o espaço é bem grande para acomodar 6 pessoas, e você fala com o motorista por um microfone. Peça para ir até a St Pauls Cathedral. Se não quiser pegar o taxi, procure pela estação Tower Hill do metrô e pegue a linha Circle & District (verde e amarela) em direção a estação Monument. Troque para a Central line (linha vermelha), e siga em direção a estação de St. Paul’s.

Atrás da estação, fica a mais grandiosa catedral da Inglaterra. Ande um pouquinho e você já avistará sua enorme cúpula. Não deixe de visitar a catedral por dentro, principalmente a área do altar e a cúpula.

☆ St Paul’s Cathedral – Catedral Anglicana de São Paulo

Descrição: A mais grandiosa da Inglaterra e umas das maiores catedrais do mundo. Sua arquitetura é deslumbrante! Além de ser a sede do bispo de Londres, ela foi o local onde a princesa Daiana e o Principe Charles se casaram e onde foi comemorado o aniversário de 80 anos da Rainha Elizabeth II. Ela foi erguida em 604, sim 604. Mas, um arquiteto resolveu reformá-la e essa arquitetura de estilo renascente que podemos ver atualmente foi construída em 1670. Sua grandiosidade impressiona tanto externamente quanto internamente!

St Paul's Cathedral

St Paul’s Cathedral

Se estiver com fome, ao lado da catedral tem uma lanchonete deliciosa chamada GBK (Gourmet Burguer kitchen). O milkshake de Oreo é maravilhoso.

*** ATENÇÃO: LEIA ATÉ O FINAL DAS DICAS DA REGENT STREET PRA VER QUAL SERÁ A ORDEM DO TRAJETO DE SUA PREFERÊNCIA***

Saindo da Catedral, siga para a famosa e movimentada área de Piccadilly. Para chegar lá, pegue o metrô de St Paul’s até a estação de Holborn, troque para a linha Piccadilly (azul royal) e siga em direção a movimentada estação de Piccadilly Circus. Como já vimos bastante história e monumentos, vamos mudar o ritmo da viagem e ir para uma área mais divertida e comercial. Pra começar seu passeio pela região que oferece diversas formas de entretenimento, vamos para a loja do M&M’s World (fica no endereço 1 Swiss Court, uns 5 minutos da estação). A loja é bem bacana, tem 4 andares, e você encontrará a rainha, o guarda do palácio e os Beatles de M&Ms para tirar fotos!

☆ Piccadilly Circus

Descrição: Uma área muito famosa para compras, pelos gigantes telões publicitários (Piccadilly lights), musicais, teatros, muitas lojas e restaurantes. A pracinha principal de Piccadilly onde encontra-se a estátua de Eros (um anjo de alumínio) é a área central de Piccadilly. A fama de Piccadilly Circus começou a ser construída nos anos 60, com a expansão e proliferação das lojas e do turismo. Hoje em dia, um mar de turistas passam por lá todos os dias e calcula-se que aproximadamente 35 milhões de pessoas passam pelo local a pé por ano. Vale uma visita durante o dia para fotos e compras e a noite para ver as luzes acessas. Uma dica muito legal é visitar a Lilly Whites (loja de esportes com 7 andares muito barata) que fica em frente a uma das saídas do metrô.

Saindo da loja do M&Ms, voltar no sentido do metrô, atravessar a pracinha de Piccadilly e seguir para a rua que na minha opinião tem uma das arquiteturas mais bonitas de Londres: a Regent street.

Vale a pena dizer que se você tiver a oportunidade, visite essa rua de dia quando ainda está claro. A arquitetura dela é realmente muito mais bonita com a luz do dia e as lojas estarão abertas. Digo isso, pois no inverno escurece por volta das 4 da tarde. Talvez uma boa opção é sair de St. Paul’s e ir para a estação de Oxford Circus (que também fica na linha vermelha) saindo na Regent Street. Ande em direção a Piccadilly Circus. Preste atenção no tamanho e arquitetura das lojas pelo caminho. Lembre que no verão escurece só depois das 9 da noite, facilitando o seu passeio.

☆ Regent Street

Descrição: localizada na região mais comercial da cidade, mas por conta da sua arquitetura, a atmosfera se torna toda especial. Mesmo quem não for as compras se encantará com a arquitetura dos prédios das lojas e com certeza o passeio renderá algumas fotos. Você encontrará lojas de marca e lojas mais populares. Dou destaque a Hamleys- uma loja britânica de brinquedos muito famosa fundada em 1760 com 7 andares que dizem ser a maior loja de brinquedos do mundo. Também destaco a Liberty, uma loja de departamento não muito grande, mas sua arquitetura medieval da um charme ao local! Como brasileiro adora uma comprinha, no final da Regent street está a rua Oxford Street, também muito famosa. Uma rua comercial com lojas de roupas, sapatos, lojas de departamentos e etc…

Piccadilly Circus

Piccadilly Circus

SOMENTE PARA PESSOAS QUE QUEREM FAZER COMPRAS!!!

Se você gosta muito de compras e mesmo com 2 dias somente quer aproveitar para fazer umas comprinhas, no início da Regent Street encontra-se a Oxford Street (maior rua de compras). Se você descer na estação de Oxford Circus já estará na rua. Logo em frente a estação já tem uma loja Top Shop enorme para você fazer a festa.

Oxford Street

Descrição: Eu costumo dizer que só existe um lugar mais cheio que a 25 de março em São Paulo, e esse lugar é uma rua em Londres chamada Oxford Street. Ela tem a fama de ser a rua de compras mais visitada da Europa, são milhares de turistas que vão as compras todos os dias. São encontradas lojas de todos os estilos, para todos os bolsos e gostos. Vale lembrar que entre meio de junho/julho e final de dezembro entram as promoções que são imperdíveis! Algumas dicas: lojas com preços baixos (Primark, H&M, New Look, Forever 21); preços razoáveis (River Island, Marks & Spencer, Top Shop, French Connection, Jane Norman, Accessorize, Gap, Zara, Nike Town, Uniqlo, Aldo (sapatos), Spirit, Pull and Bear); lojas de departamento (Selfridges, Sephora, John Lewis, House of fraser e Debenhams).

ROTEIRO – TERCEIRO DIA

Para começar nosso último dia, siga para um dos principais parques de Londres, Hyde Park. É muito legal para nós brasileiros andar um pouquinho pelo Hyde park e observar como no meio de tanta civilização, os ingleses conseguem manter parques gigantescos no centro da cidade. Para chegar ao parque, desça na estação Hyde Park Corner do metrô (Piccadilly line- linha azul royal), e primeiramente ande até o Wellington Arch, um “mini arco do triunfo”. Depois, aviste os imponentes portões de entrada do Hyde park.

☆ Hyde Park

Descrição: o parque mais famoso por ser um dos parques da família real e o maior parque de Londres. Uma ótima opção para passar o dia em família, namorar, fazer picnic, exercitar e ver um pouquinho da rotina dos Londrinos que costumam usufruir muito da natureza e qualidade de vida que os parques oferecem. São 1.42km² de parque com mais de 4 mil árvores, tudo verdinho, um enorme lago para passear de barquinho, passeio a cavalo, memorial dedicado a princesa Daiana, restaurante, cafés e muita beleza! Vale super a pena uma visita. O parque tem várias entradas imponentes, mas a principal fica ao lado da estação de metrô Hyde Park Corner. Junto ao Hyde Park, encontra-se o Kensington Gardens, o parque onde fica o palácio que a princesa Daiana morou (Kensington Palace) e onde o príncipe William e a Kate moram hoje em dia. Para chegar lá, siga as placas no Hyde Park para o Kensington Palace.

Hyde Park

Hyde Park

Depois que der uma voltinha pelo parque, procure as placas para o Royal Albert Hall (casa de shows famosa mundialmente). Em frente ao Albert Hall está o lindo Albert memorial, no formato de uma torre na cor dourada. Após essa longa caminhada pelo parque, nossa próxima atração será o Museu de História Natural (Natural History Museu). Já adianto que mesmo se você não gostar de museus, esse vale a pena nem que seja para entrar no hall principal e tirar fotos da linda arquitetura. Os museus em Londres fazem parte de sua história e dos lugares mais visitados. Alguns parecem mais um palácio do que museu.

Perto do Albert Hall tem uma rua chamada Exhibition road onde vamos caminhar por aproximadamente 10 minutos em direção ao Natural History Museum. Mas, se preferir, pegue um táxi também. Como não temos muito tempo, eu sugiro dar uma olhada rápida no hall principal, tirar umas fotos da sua fachada e seguir para o próximo destino.

☆ Natural History Museum – Museu de História Natural

Descrição: um dos três principais museus de Londres. São centenas de exposições interativas e emocionantes sobre ciências da vida e da terra em um dos mais belos edifícios históricos de Londres. Outra construção que por si só já vale a visita. A entrada principal onde localiza-se o hall central mais parece um palácio (hall onde encontra-se um esqueleto enorme de um dinossauro). São cerca de 70 milhões de espécies ou itens.

Natural history museum

Natural history museum

Tente terminar esse trajeto do museu até as 12:00h. Saindo do museu, siga em direção a um bairro chamado Covent Garden onde irá encontrar várias opções para almoçar e visitar alguns pubs bem bacanas. Pegue o metrô da estação South Kensington ao lado do museu. Em South Kensington, pegue a Piccadilly line (linha azul royal) até a estação de Covent Garden. Quando sair da estação, vire primeiramente a direita até chegar na área central de Covent Garden.

☆ Covent Garden

Descrição: Bairro muito famoso onde milhares de turistas visitam todos os dias por diversos motivos. Um lugar cheio de lojas, pubs, restaurantes e teatros. Quando descer na estação de Covent Garden, ande em direção a “praça”, local mais central do bairro, onde você encontrará cafés, boutiques, restaurantes, e o Mercado de artesanato. Outra característica do local, são os artistas que ficam fazendo performance na rua, um ótimo entretenimento gratuito com shows de mágicas, ópera, malabarismo, comédia, música e muito mais! Dicas: visitar um dos Pubs mais antigos da cidade, (Lamb & Flag) na Rose Street, fundado por volta de 1770. Uma das casas mais famosas de Ópera do mundo também fica em Covent Garden (The Royal Opera House). A loja da Apple fica na praça principal. A Ladurre uma loja francesa que vende os famosos macarrones também localiza-se na praça central.

Saindo de Covent Garden, tem uma loja que eu acho imperdível chamada Fortnum&Mason. Ela fecha às 9 da noite de segunda a sábado, e às 6 da tarde aos domingos. É uma loja que serve a família real. Para chegar lá, pegue o metrô em Covent Garden e desça na estação Green Park do metrô. Siga pela rua Piccadilly em direção ao hotel Ritz. Continue na mesma calçada do hotel até chegar na loja Fortnum&Mason (rua Piccadilly, n° 181).

☆ Fortnum&Mason

Descrição: O chá da tarde é uma tradição para os britânicos. Acho imperdível conhecer a Fortnum & Mason que é uma loja impressionante com 5 andares, no estilo antigo e tradicional com mais de 300 anos de historia (fundada em 1707). Uma delicatessen, uma casa de chá, restaurante, chocolateria… e muito mais! Lá você encontrará caramelos deliciosos, chocolates, trufas, chás de vários tipos, vinhos, utensílios domésticos e excelentes presentes para os amigos. Não é a toa que abastece o palácio real com seus produtos maravilhosos. Encontra-se de tudo do bom e do melhor e os funcionários estão todos vestidos a rigor. Se for a tarde, fique para o tradicional chá da tarde (afternoon tea). Sugiro chegar até as 4 da tarde e procurar pelo salão The Fountain que fica no fundo da loja no andar térreo. Escolha um chá e peça o DUO OF SCONES, um bolinho mega tradiconal servido com geléias e um creme. Imperdível!

Fortum&Mason

Fortum&Mason

Ao lado da Fortnum&Mason, também tem uma loja linda muito famosa aqui na Inglaterra chamada Cath Kidston. É a loja que eu mais gosto em Londres. Qualquer mulher fica perdida lá dentro. Tem acessórios, bolsas, tudo para casa, com um estilo bem meigo e muitos deles relacionados a Londres. Vale a pena conferir. O site da loja é http://www.cathkidston.com. Confira!

Vou deixar aqui uma outra opção pra quem gosta de museus e história. Se você preferir trocar alguma atração desse terceiro dia para conhecer o British Museum (Museu Britânico), ou fazer as atrações mais rápido para conseguir ir ao Bristish museum, desça na estação de Holborn do metrô localizado nas linhas: Central (vermelha) e Piccadilly (azul royal).

☆ Bristish Museum

Descrição: Foi fundado em 1753 e foi o primeiro museu público gratuito do mundo! Não sou uma pessoa que gosto muito de museu, mas achei que esse vale muito a pena. Ele conta com seus quase 8 milhões de objetos a história das diferentes culturas da humanidade e suas conquistas dos últimos 2 milhões de anos. É um lugar interessantíssimo que permite que os visitantes tenham contato com as mais variadas formas de arte de todo o mundo ao longo dos séculos. Se você não tiver muito tempo para explorar o museu, escolha uma das galerias que mais interessar ou então, vale até a pena olhar o museu rapidamente. Achei a parte mais interessante e bonita do Egito Antigo, Roma Antiga e Grécia Antiga. Um dos objetos mais famosos do museu é a Pedra da Roseta, um importante monumento egípcio do ano 196 antes de Cristo que está escrito em três diferentes línguas. A pedra tem um importantíssimo papel na história, pois foi graças a ela que os arqueólogos decifraram os hieróglifos egípcios.

Aproveite a noite do último dia para assistir algum musical na região de Piccadilly Circus ou Covent Garden. Você vai encontrar locais de venda em vários pontos dessas regiões ou então no próprio teatro do musical. Entre no website, veja os musicais e compre online se preferir http://www.theatrepeople.com

Nosso passeio termina por aqui. Espero que minhas dicas tenham ajudado e que você tenha curtido muito sua viagem!

Se você gostou das dicas ou tem alguma sugestão, deixe uma mensagem aqui no blog. Sua avaliação é muito importante! Indique e compartilhe com seus amigos o endereço do nosso blog http://www.londrescommarilia.com e nossa página no facebook Londres com Marília Buckeridge.

Muito obrigada 🙂

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s